02/04/2013

FAMÍLIA: Uma agente indispensável no Milagre


A paz de nosso Senhor Jesus Cristo a todos,

Iniciamos as atividades deste segundo trimestre de 2013 e,movidos pela temática "família". Um tema pouco popular hoje em dia e,também, distorcido pela sociedade, acreditando que pode ser moldada por teorias pós-modernas e progressistas. Nós,porém, como crentes em Jesus e que acreditamos na veracidade e imutabilidade da Palavra de Deus, não podemos abrir mão de preceitos que,por mais simples que pareçam, estão se perdendo gradativamente. Convido a todos a ler e refletir sobre esta postagem sobre família. - Editor.

FAMÍLIA:  Uma agente indispensável no Milagre

Deus, em seu infinito poder e soberania, estabelece,desde os primórdios da história humana, um seio no qual o indivíduo tomará forma e será forjado no sentido de tornar-se um ser com valores, com senso de certo e errado e conceitos que levará durante toda sua trajetória de vida, esse seio, que terá ligações eternas com este indivíduo não é outro senão a sua família. Muito mais que tribos, rodas de amigos e qualquer outra coisa que possa trazer valores ao indivíduo, a família é o conjunto,ou o grupo que lhe trará grande parte de suas crenças básicas .

Já nos primeiros capítulos da Bíblia Sagrada, no livro de Gênesis, vemos a história do patriarca Abraão, um homem que mudou o curso da relação humana com Deus utilizando- se apenas de um artifício: sua Fé. Até hoje, a fé abraâmica (i.e. de Abraão) é fonte de inspiração a qualquer um que deseja manter uma relação com o Eterno ou mesmo seus benefícios e dádivas.Muitos são aqueles que,motivados no exemplo de Abraão, tentam exercer sua fé de forma ativa e sobrenaturalmente como ele.Porém, outro ponto que deve ser destacado na trajetória de fé deste homem é sua relação com a sua própria família. Vivendo um dilema,no qual cria que somente Deus poderia dar solução - a saber: a incapacidade de gerar um filho - o patriarca torna-se,também, um indivíduo ligado profundamente à sua família.

Firmado em uma promessa (Gn.12.2) de que ele seria o precursor de uma aliança que duraria até sua posteridade e que seria Pai de muitas Nações, empenhou-se em ver a promessa divina realizada em sua vida.

"2 Eu farei de ti uma grande nação; abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome; e tu, sê uma bênção."(Genesis 12)

Embora fosse muito rico, Abraão não tinha outro foco senão ver-se cumprir a promessa divina. É interessante notar,ainda dentro da história deste patriarca, que toda sua trajetória, tinha como objetivo gerar um único herdeiro com aquela que era sua esposa,Sara, que, embora fosse parte indispensável no cumprimento das promessas divinas na vida de Abraão, tinha suas dúvidas quanto às promessas feita por Deus a seu marido.E, não é mesmo assim,leitor? Embora ela tivesse uma participação fundamental para Deus cumprir as promessas na vida de Abraão, ela mesma, não tinha a mesma fé que o nobre herói da fé, era parte indispensável naquele processo todo,mas, desconsiderava o agir de Deus em meio ao sobrenatural, como acreditava seu marido (Gn. 18.12). Note-se que, mesmo que Sara não possuísse a mesma fé, ela contemplaria o milagre de Deus e participaria deste milagre.

E,conosco não é diferente, para vivermos determinados milagres, a nossa família é determinante nesse processo.Mesmo que não mantenham uma fé como a nossa, mesmo que,até mesmo, nem professem a mesma fé, muitos dos milagres que estão prometidos a nós, vai atingi-los e dependerá de nossos familiares para que ocorram.

*  *  *  *  *  *

Ads


Compartilhe!