29/06/2014

IURD convida Dilma Rousseff e todos os governadores do Brasil para inauguração do templo de Salomão



A Igreja Universal do Reino de Deus convidou os 27 governadores e a presidente Dilma Rousseff (PT) para a inauguração do Templo de Salomão no próximo dia 31 de julho.

Além dos governadores e a presidente, o bispo Macedo faz planos de reunir os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), o prefeito da cidade de São Paulo, Fernando Haddad (PT) e o presidente do Congresso Nacional, o senador Renan Calheiros (PMDB).

De acordo com informações do jornal O Estado de S. Paulo, o Palácio do Planalto confirmou que a presidente Dilma Rousseff faz planos de comparecer ao evento, apesar de a Igreja Universal já ter adiantado que não haverá espaço para os políticos discursarem. Apenas Edir Macedo se pronunciará durante a celebração.

As assessorias de imprensa do governador Geraldo Alckmin (PSDB) e do prefeito Haddad ainda não confirmaram suas presenças na inauguração.

O PRB, partido pelo qual todos os pastores e bispos da Universal que tentam carreira na política são filiados, também deverá estar representado de forma bastante ostensiva. Atualmente, além do senador Marcelo Crivella, o partido conta com 10 deputados federais e diversos espalhados pelas Assembleias Legislativas.

Além dos representantes dos três poderes, a Universal convidou líderes sociais e empresários, além de 60 delegações estrangeiras, incluindo uma israelense. As 10 mil pessoas que assistirão a cerimônia de inauguração do megatemplo já estão sendo cadastradas pela denominação, pois não será permitida a entrada de nenhuma pessoa que não tenha confirmado sua presença previamente.

Números

O Templo de Salomão levou quatro anos para ficar pronto a um custo de R$ 650 milhões, de acordo com o Estadão, e é uma réplica aumentada do templo que o rei Salomão ergueu. Possui 74 mil m² de área construída, e 56 metros de altura na fachada, números que superam grandes templos católicos, como a Basílica de Aparecida, no interior paulista, e a Basílica de São Pedro, no Vaticano.


Crédito: Matéria: Gospel+ 

Compartilhe!