21/01/2013

Elias no Carmelo - O povo é confrontado

 Cada mínima parte de Israel tem uma história que nos leva a entender um pouco mais sobre o caráter operação e poder de Deus,uma vez que,em cada local,fez grandes coisas.O nome Carmelo,quando muitos de nós ouvimos,já o associamos a fogo.O Monte Carmelo, pelo sinal ocorrido em resposta a Elias,passa a ser conhecido como o lugar onde Deus opera com poder e mostra sua grandeza.O profeta Elias,sabendo quem ele era em Deus, nutria certeza absoluta de que o Senhor o responderia no alto do Carmelo,levando o povo a compreender que só o Senhor é Deus.O profeta diz a Acabe que ajunte todo Israel naquele monte,bem como os profetas de Baal e Aserá e,feito isto, o cenário que evidenciaria a soberania e poder de Deus estava preparado.

Certamente o Carmelo tem várias simbologias,mas, uma encaixa-se perfeitamente: é lugar de confronto.É lugar de confronto com os falsos profetas e,também, confronto com o povo infiel.Congregado todo o povo,o profeta inicia aquele combate com uma palavra dirigida aos israelitas que ali estavam.Na verdade,um acerto,um acordo com aquela nação confusa pelo engano.Naquela palavra de Elias,o povo aceita e apronta tudo conforme o profeta determina.

Do outro lado,aqueles falsos profetas,que operavam em Israel,sobem contra o profeta Tisbita.A resposta estabelecida por Elias,que definiria qual divindade era realmente Deus e,portanto,digno de ser adorado pelos israelitas,é a resposta com fogo.Aquele que mandasse fogo aos rogos de seus fiéis,seria,inegavelmente, o Deus verdadeiro.Mas,afinal,por que Elias estabelece um sinal tão extraordinário? Eis os motivos:
  • Os sinais eram contínuos em Israel (Isaías 63.9-14): Desde o início da trajetória de Israel com deus,em Abraão,os sinais sempre foram uma evidência de que o Senhor estava com seu povo.Na relação entre Deus e Israel, o Senhor sempre tornou evidente sua presença na vida deles;
  • Evidenciar que Baal nada era (Salmo 115.15-18): O culto a Baal tinha como objeto central uma imagem,a qual representava esta divindade.No Carmelo,a oração dos seus profetas deixa claro que aquele deus não passava de uma pobre imagem e,como tal,não havia espírito algum que pudesse responder (Sl. 115.4-7);
  • Causar temor (II Reis 17.36,39): As operações de Deus em sinais gloriosos, tem como finalidade evidenciar Seu caráter santo e mostrar outras características suas,como: Soberania, poder e glória.Tal demonstração do Senhor tem como objetivo mostrar quem Ele é,de forma a entendermos e aceitarmos estar submissos a Ele.
O ministério profético tem como objetivo a restauração.Elias,sendo profeta, tinha seu olhar voltado para a restauração espiritual do povo,corrompida pelo engano. Seu confronto ao povo mostra que todo o poder demonstrado no Carmelo tinha tinha apenas um alvo: resultar naquela população confusa a volta ao Senhor Deus.

Ads


Compartilhe!