13/12/2014

Um mover Apostólico é evidenciado na capacidade do Cristão gerar frutos

Um mover Apostólico é evidenciado na capacidade do Cristão gerar frutos

Em nossa caminhada de fé, rumo a tão esperada Canaã Celestial, onde não haverá choro, lágrimas e desgostos,é certo que padeceremos perseguições, aflições e situações que, na maioria dos casos, julgaremos desnecessárias. Nestes momentos,porém, de aflição, depressão, medo e desgosto na vida, é que provamos a nossa identidade cristã na capacidade de gerar frutos a Deus. Não são nos momentos de bonança que nossa vida evidencia a presença do Salvador Jesus,antes, em meio ao choro, quando mostramos que somos capazes de reagir gerando frutos ao Senhor, é que verdadeiramente provamos possuir o envio divino como Testemunhas de uma salvação poderosa, em Cristo.

O ‘gerar fruto’,porém, na atualidade, é compreendido por muitos como uma simples ação do indivíduo fazendo alguma coisa que julga ser a vontade de Deus. Muitos são aqueles que, embora bem intencionados (ou não?) propõem-se a fazer tal obra, acreditando que agir é o mesmo que fazer a obra de Deus e,portanto, sinônimo de gerar frutos ao Senhor. triste engano! O gerar fruto é obra direta do Espírito Santo,nos momentos que citamos anteriormente, pois é no momento do choro que o cristão entoará uma prece capaz de libertar sua alma, atraindo a presença de Deus, é no momento da perseguição e calúnia que propor-se-á a ouvir a opinião de Deus acerca de si próprio se,de fato, ele não se encontra pautado no Evangelho, enfim, o fruto não é uma obra que eu mesmo tenho o poder de realizar,antes, é uma ação do Espírito Santo, o qual opera por meio de nós no cumprimento de sua vontade.

E,por ser uma obra do espírito em nós,e através de nós, não somos capazes de compreender como em casos tão perturbadores, somos capazes de gerar uma oração mais que perfeita,ou seja, aquela que é aceita por Deus,ou mesmo produzir belas palavras que consolarão e confortarão a muitos. No fundo,o agir de Deus com o homem é isto mesmo, incompreensível e insondável por nós.

Link Original:: 

Ads


Compartilhe!