24/01/2017

Subsídios da Lição 05 - Paz de Deus: Antidoto Contra as Inimizades

SUBSÍDIO TEOLÓGICO 


Cristo, nossa paz, forma o novo homem Ao sintetizar tudo o que Deus fez na salvação por intermédio de Cristo, Paulo diz que Cristo é a fonte da nossa paz (2.14-18). No contexto de Efésios, isso não quer dizer que Cristo seja a fonte da paz interior, mas que Ele é o meio de reconciliação entre judeus e gentios e entre os membros da nova comunidade e Deus. O objetivo da salvação não é apenas fazer com que os indivíduos estejam corretos diante de Deus, mas também que estejam corretos uns com os outros. À medida que Deus, por intermédio de Cristo, une judeus e gentios, a reconciliação opera de forma triangular entre os três. Judeus e gentios, quando entram na nova comunidade, não deixam de ser quem eram; todavia, agora, eles podem atuar juntos, lado a lado, como evidência do amor transformador e conciliador de Deus (1Co 7.17-24; Rm 14—15). Essa obra de reconciliação é o fundamento para a nova comunidade que Deus está edificando por intermédio de Cristo, Por isso, ao longo de Efésios 2.11-22, o termo dominante e repetido é o prefixo syn ('juntos'). Deus formou uma nova unidade, na qual se diz que Ele de dois criou 'um novo homem'" 

(ZUCK, Roy B. Teologia do Novo Testamento. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2008, p.347).


Inscreva-se e receba nossas publicações grátis!
Digite seu e-mail:


Enviado por FeedBurner

SUBSÍDIO TEOLÓGICO 


A unidade ao redor da pessoa de Jesus Cristo deve ser mantida Por que são tão prejudiciais as murmurações e as contendas, as queixas e as discussões? Se tudo o que uma pessoa conhece a respeito de urna igreja é o fato de que os seus membros discutem, reclamam e fazem intrigas constante mente, ela terá uma falsa impressão do Evangelho de Cristo, A crença em Cristo deve unir os que confiam nEle. Se as pessoas na nossa igreja estão sempre reclamando e discutindo, elas não têm o poder unificador de Jesus Cristo. Deixe de discutir com outros cristãos, ou de se queixar sobre as pessoas e as condições na igreja, e permita que o mundo veja Cristo 

(Manual da Bíblia de Aplicação Pessoal. Rio de Janeiro: CPAD, 2013, p.260).

SUBSÍDIO TEOLÓGICO 


Salmos 133.1-3 Davi declarou que a união é agradável e preciosa. Infelizmente, a união que deveria ser encontrada na Igreja nem sempre o é. As pessoas discordam e causam divisões por causa de assuntos sem importância. Alguns sentem prazer em causar tensão, depreciando e desacreditando os outros. Mas a união é importante porque: (1) faz da igreja um exemplo para o mundo e ajuda a aproximar as pessoas do Senhor; (2) ajuda-nos a cooperar conforme a vontade de Deus, antecipando um pouco do gozo que teremos no céu; (3) renova e revigora o ministério, porque existe menos tensão para extrair a nossa energia. Viver em união não significa que concordaremos com tudo; haverá muitas opiniões, da mesma maneira que existem muitas notas em um acorde musical. Mas devemos concordar em nosso propósito na vida; trabalhar juntos para Deus. A união reflete a nossa concordância de propósitos" 

(Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal. Rio de Janeiro: CPAD, 2003, p.822).


Inscreva-se e receba nossas publicações grátis!
Digite seu e-mail:


Enviado por FeedBurner


Lição 1 Leia também Subsídios desta lição Respostas desta lição Comentário desta lição Video aula
Lição 2 Leia também Subsídios desta lição Respostas desta lição Comentário desta lição Video aula
Lição 3 Leia também Subsídios desta lição Respostas desta lição Comentário desta lição Video aula
Lição 4 Leia também Subsídios desta lição Respostas desta lição Comentário desta lição Video aula
Lição 5 Leia também Subsídios desta lição Respostas desta lição Comentário desta lição Video aula


Ads


Compartilhe!