17/10/2016

Subsídios da Lição 04 - A provisão de Deus no monte do sacrifício

Inscreva-se e receba nossas publicações grátis!
Digite seu e-mail:


Enviado por FeedBurner


SUBSÍDIO BÍBLICO TEOLÓGICO


"A prova no limite da capacidade humana (1 Co 10.13)

Abraão chegou ao máximo de sua capacidade emocional e intelectual para aceitar o desafio que Deus lhe fizera. Foi-Ihe pedido algo impossível mediante a lógica do propósito divino para sua vida. Deus lhe pediu em holocausto 'o filho da promessa'. Além da relação espiritual da existência desse filho, com a relação emocional familiar entre Abraão e Isaque e sua mãe, o velho Abraão não podia entender as razões de Deus. Era como se Deus estivesse’pedindo devolução de algo que havia dado a Abraão. Isto se tornou um desafio a sua lógica, a sua racionalidade. Era, de fato, uma prova que superava todas as demais experimentadas pelo velho patriarca. Abraão pareceu chegar ao limiar da prova, do desânimo, da desistência. Na infinita sabedoria divina, somos conduzidos, às vezes, ao limite de nossa resistência para aprendermos a confiar no exaurível poder de sustentação de Deus. Quantas vezes confessamos nossas limitações e dizemos: ’Não posso mais!', 'Não aguento mais!', 'Estou sem forças para reagir!'. Então Deus entra em ação e suaviza o nosso sacrifício. Ele não deixa que nossas resistências estourem sem que saibamos que Ele nos prova para que o conheçamos melhor" 

(CABRAL, Elienai. Abraão: As experiências de nosso pai na fé. l.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2002, pp. 173-74).


SUBSÍDIO BIBLIOLÓGICO


"Moriá

Este termo se aplicava à região onde Abraão ofereceu Isaque (Gn 22.2), e ao local do Templo de Salomão (2 Cr 3.1). Alguns desafiaram esta identificação devido às variantes textuais em 2 Crónicas 3.1, e por causa de sua proximidade a Berseba. Entretanto, com um jumento carregado, Abraão poderia ter levado 3 dias para viajar 80 quilómetros de distância até Moriá (Gn 22.4). Não há opositores e nenhuma razão adequada para se duvidar de que o monte Moriá (Gn 22.2), a eira de Araúna, o jebuseu (2 Sm 24.16), e o local do Templo de Salomão (2 Cr 3.1) sejam praticamente idênticos" 


(Dicionário Biblico Wycliffe. led. Rio de Janeiro: CPAD, 2009, p.1307). 

SUBSÍDIO BÍBLICO TEOLÓGICO


"Deus proverá (Gn 22.8)

'Deus proverá’ (hb. Jeová-jiré), é uma expressão profética da providência divina de um sacrifício substituto, um carneiro (v. 13). 0 cumprimento pleno da declaração de Abraão realiza-se quando Deus provê seu Filho Unigénito para ser o sacrifício expiador no Calvário, para a redenção da humanidade. Daí, o próprio Pai celestial fez aquilo que ele determinou que Abraão fizesse (Jo 3-16).
Isaque era um jovem nessa ocasião, perfeitamente capaz de resistir a seu pai, se assim quisesse. Mas, em total submissão a Deus e obediência ao seu pai, permitiu ser amarrado e deitado sobre o altar, assim como Jesus foi voluntariamente até à cruz.
As Escrituras dizem que Abraão 'foi justificado pelas obras, quando ofereceu sobre o altar o seu filho Isaque’ (Tg 2.21). Isto é, a fé de Abraão manifestou-se em sincera obediência a Deus. 0 lado oculto da verdadeira fé salvadora, inevitavelmente se manifestará numa vida de obediência" 

(Bíblia de Estudo Pentecostal. Rio de Janeiro: CPAD, 1995, p.64).




---
E MAIS::

Lição 04 - A provisão de Deus no monte do sacrifício:


Lição 03 - Abraão, a esperança do Pai da fé:
SUBSÍDIOS
RESPOSTAS
COMENTÁRIO
BAIXAR EM PDF 4SHARED
BAIXAR EM PDF GOOGLE DRIVE


Lição 2 - A provisão de Deus em tempos difíceis:
SUBSÍDIOS
RESPOSTAS
COMENTÁRIO
BAIXAR EM PDF 4SHARED
BAIXAR EM PDF GOOGLE DRIVE

Lição 1 - A Sobrevivência em Tempos de Crise:
SUBSÍDIOS
RESPOSTAS
COMENTÁRIO
BAIXAR EM PDF 4SHARED
BAIXAR EM PDF GOOGLE DRIVE

Inscreva-se e receba nossas publicações grátis!
Digite seu e-mail:


Enviado por FeedBurner

Compartilhe!