05/10/2016

Subsídios da Lição 02 - A provisão de Deus em tempos difíceis


SUBSÍDIO BÍBLICO-TEOLÓGICO

Não há que duvidar que o tempo todo Deus sabia como alimentaria os israelitas no deserto. Quando murmuraram, o Senhor revelou seu plano de fornecer pão dos céus para colherem a porção para cada dia. Até no fornecimento de pão Deus faria uma prova: Queria verse o povo andaria em sua lei ou não. No sexto dia, as pessoas achariam quantidade suficiente de pão para durar dois dias, em cumprimento da lei do sábado.

Deus queria que estes israelitas soubessem que aquele que os tirou do Egito ainda estava com eles. À tarde sabereis e amanhã vereis. A glória mencionada no versículo 7 diz respeito à realização da mão de Deus no suprimento do pão, ao passo que a glória referida no versículo 10 era a manifestação especial de Deus na nuvem.


Inscreva-se e receba nossas publicações grátis!
Digite seu e-mail:


Enviado por FeedBurner


Moisés repreendeu os israelitas por murmurarem contra ele e Arão, pois nada significavam — era Deus quem os conduziriam. Quando Deus lhes desse carne e pão para comer, eles saberiam que o Senhor ouviria as murmurações feitas contra ele. De certo modo, fornecer comida desta maneira era uma repreensão. Deus não forneceu comida só porque reclamaram; Ele queria que soubessem que Ele era o Senhor e que não estava contra seus servos, mas contra quem murmurava.

Os filhos de Israel seriam humilhados diante de Deus. Arão os reuniu, dizendo: Chegai-vos para diante do Senhor, porque ouviu as vossas murmurações. Quando se aproximaram e olharam para o deserto, de repente a glória do Senhor apareceu na nuvem. A prova inconfundível da presença de Deus na coluna de fogo autenticou as palavras de Moisés e preparou o povo para a glória mais encoberta de milagre que ocorreria. A glória do Senhor deu a estes fracos seguidores de Deus de ver o mal dos seus corações quando contemplassem a fidelidade de Deus para com eles. Com a realização do milagre da carne e do pão, eles saberiam que o Senhor era o seu Deus. Ele teve paciência com estes crentes fracos, cuja fé necessitava de crescimento; em outra época, depois de terem tempo para amadurecer (Nm 14.11,12), eles foram punidos por causa da permanência na incredulidade" 

(Comentário Bíblico Beacon. l.ed. Vol 1. Rio de Janeiro: CPAD, 2005, pp. 175,76).

SUBSÍDIO VIDA CRISTÃ

"Novo Cenário Mundial

A unificação das duas Alemanhas; o desmantelamento do império soviético; o fim oficial da política do Apartheid na África do Sul; as disputas étnicas e territoriais em regiões como a Bósnia Ezergovina; o conflito entre judeus e árabes pelo reconhecimento de um Estado Palestino; a Guerra do Golfo, que, com o final da guerra fria entre os Estados Unidos e a União Soviética, fez nascer um novo oponente para os americanos; a luta por reconhecimento por parte do povo e a democratização das antigas ditaduras latino-americanas são apenas alguns dos exemplos das mudanças que têm ocorrido no cenário mundial.

Com a formação de blocos de países, como o MCE — Mercado Comum Europeu (conhecido também como Unidade Europeia); o NAFTA — North American Free Trade Agreement, ou Acordo de Livre Comércio da América do norte e o MERCOSUL (do qual o Brasil é importante membro), entre outros, as relações entre os países deixaram de ser meramente bilaterais.

Elas passaram a fazer parte de um contexto muito maior, no qual a globalização de mercados é a principal prioridade. Em blocos, os países menos fragilizados diante de potências economicamente mais forte, e com maior poder de barganha"

(AYRES, Antônio Tadeu. Reflexos da Globalização sobre a Igreja: Até que ponto as últimas tendências mundiais afetam o Corpo de Cristo? 1 ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2001, p.20).


Inscreva-se e receba nossas publicações grátis!
Digite seu e-mail:


Enviado por FeedBurner


SUBSÍDIO BÍBLICO TEOLÓGICO

Professor, é importante que o conceito de antropocentrismo, relativismos e secularismo sejam bem trabalhados nesse tópico. Se desejar, copie no quadro e leia as definições para seus alunos. Leia com atenção as’ definições:

Antropocentrismo - "[Do gr. an- tropos, homem; do gr. kentron, centro + ismo]. Perspectiva teológica-filosófica que coloca o homem como centro do universo, descartando, na prática, a ideia de um Deus bom, justo e que se interessa pelos negócios humanos. O antropocentrismo leva sempre em consideração o que declarou o filósofo grego Portágoras: '0 homem é a medida de todas as coisas.'



Relativismo - [Do lat. relativas]. Concepção filosófica segundo a qual nada é definitivamente certo nem absoluto, por depender de contingências e condicionamentos. Sob esta ótica, caem por terra os princípios éticos da verdade. O relativismo moral tem sido utilizado pelos ditadores para destruir os princípios da liberdade e da fé em Deus.

Secularismo - [Do lat. seculu+is- mo]. Doutrina que ignora os princípios espirituais na condução dos negócios humanos. 0 secularismo, ou materialismo, tem o homem, e somente o homem, como a medida de todas as coisas. Pode ser considerado sinônimo de humanismo" 

(ANDRADE, Claudionor Corrêa de. Dicionário Bíblico Teológico. 8.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 1999, pp. 45,253,261).

Lição 2 - A provisão de Deus em tempos difíceis
SUBSÍDIOS
RESPOSTAS
COMENTÁRIO
BAIXAR EM PDF 4SHARED
BAIXAR EM PDF GOOGLE DRIVE

Lição 1 - A Sobrevivência em Tempos de Crise
SUBSÍDIOS
RESPOSTAS
COMENTÁRIO
BAIXAR EM PDF 4SHARED
BAIXAR EM PDF GOOGLE DRIVE

Compartilhe!