12/05/2016

Lição 02 - Sinais que antecedem à volta de Cristo (subsídio)

INTRODUÇÃO
I - SINAIS NA VIDA DA IGREJA
II- SINAIS NOS CÉUS DA VINDA DE CRISTO
III – GUERRAS. CONFLITOS E TERREMOTOS
CONCLUSÃO

Para a lição desta semana, cabe um comentário sobre os capítulos 24 e 25 do Evangelho de Mateus. Eles são fundamentais para o desenvolvimento da Doutrina das Últimas Coisas. Por isso, o professor deve munir-se de um bom Comentário Bíblico sobre esses dois capítulos. Por isso, neste espaço, sugerimos o Comentário Bíblico Pentecostal Novo Testamento, editado pela CPAD, para o professor aprofundar-se no assunto. Veja como os capítulos 24 e 25 do Evangelho de Mateus estão estruturados:


Mateus 24  Mateus 25
 vv. 1-14 : Introdução do capítulovv.1-13: A parábola das dez virgens
vv.15-28: A grande tribulação
vv.14-30: A parábola dos dez talentos
vv.29-35: A vinda gloriosa de Jesus vv.31-46: Vida e castigo eterno
vv. 36-44: Exortação à vigilância

vv-45-51: Dar-se início a uma série de parábolas: A parábola dos dois servos. 

Um erro básico de muitos leitores dos capítulos 24 e 25 é pensarem que eles estão estruturados cronologicamente. O que não é o caso. Vejamos: No capítulo 24, há uma introdução do assunto geral dos capítulos nos primeiros 14 versos (vv.1-14). Note que nos versículos 1 a 14, a Grande Tribulação (vv.4-12) e a manifestação do Filho de Deus (vv.13,14) já aparecem. A partir do versículo 15, o evangelista desdobra pormenorizadamente os conteúdos introduzidos nos primeiros 14 versículos do capítulo 24. Ou seja, assuntos centrais dos dois capítulos já aparecerem na introdução do capítulo 24. Após fazer o prenúncio dos últimos dias (vv.15-35), nosso Senhor exorta os discípulos à vigilância (vv.36-44).

Então, o Mestre, por intermédio de imagens, ensina três parábolas: “Dois Servos”; “Dez Virgens”; “Dez Talentos”. São três parábolas expondo o mesmo assunto: exortação à vigilância (iniciada nos versículos 36-44). Logo depois, o evangelista finaliza a seção dos capítulos 24 e 25 mostrando o julgamento final, onde o Filho do Homem destinará os ímpios e os salvos ao castigo eterno e à vida eterna respectivamente — perceba o quanto o nosso Senhor leva em conta as boas obras das pessoas (25.31-46). O professor que fizer uma leitura atenta aos capítulos em apreço, sem a ansiedade de trazer uma “nova revelação”, auxiliará os nossos irmãos e irmãs a teram maior esperança por intermédio da exposição das Escrituras.

Fonte: Revista Ensinador Cristão, ano 17 - nº 65 – Janeiro/Fevereiro/Março de 2016.  (Fonte: Lições bíblicas cpad site)


Ads


Compartilhe!