18/04/2015

Subsídios da Lição 04: A tentação de Jesus

SUBSÍDIO TEOLÓGICO I

"O Diabo tentou o Filho do homem, mas também o Filho de Deus. Foi uma disputa entre Jesus, cheio do Espírito Santo, e o acusador dos homens. O Diabo tinha vencido, com Adão e Eva. Ele tinha esperanças de triunfar sobre Jesus" 

(ROBERTSON, A. T. Comentário de Lucas: À Luz do Novo Testamento. 1. ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2013, p. 80)

SUBSÍDIO TEOLÓGICO II

"Jesus experimenta três tentações específicas. A primeira envolve suas necessidades físicas (Lc 4.3,4). O Diabo presume que Jesus é o Filho de Deus — 'Se tu és o Filho de Deus' significa 'Visto que Tu és o Filho de Deus'. Claro que Jesus pode exercer o poder de Deus e transformar uma pedra do chão em pão. O Diabo sugere que o uso deste poder para aliviar a fome era verdadeira prova de que Jesus é o Filho de Deus. Mas se Jesus transformasse uma pedra em pão, tal milagre revelaria sua falta de fé na bondade de Deus. Ele teria obedecido a Satanás em vez de ser obediente a Deus. Ele teria usado seu poder para satisfazer as necessidades pessoais em vez de usá-lo para a glória de Deus.
Jesus resiste a tentação do Diabo citando Deuteronômio 8.3.0 ponto de sua resposta é que o bem-estar humano é mais que assunto de ter comida suficiente. 0 mais importante é obedecer à Palavra de Deus e confiar no Senhor que cuida de nós. Jesus obedece à Palavra de Deus, embora implique em fome física" 


(Comentário Bíblico Pentecostal. Vol 1. l.ed. Rio de Janeiro, CPAD, p.338).


SUBSÍDIO TEOLÓGICO III

"A segunda tentação é a oferta que Inimigo fez a Jesus de autoridade sobre os reinos da terra (Lc 4.5-8). Num momento de tempo, ele traz à presença de Jesus todos os reinos do mundo. Afirma que eles lhes foram dados e que ele tem o direito de dispor deles como quiser. A afirmação do Diabo é meia- verdade. Embora ele tenha grande poder (Jo 12.31; 14.30), não tem autoridade para dar a Jesus os reinos do mundo e a glória deles. Ele promete que Jesus pode se tornar o governante da terra se tão somente Ele o adorar. Satanás tenta ludibriar Jesus para obter poder político e estabelecer um reino no mundo maior que o dos romanos.

O Reino que Jesus veio estabelecer é muito diferente. É um reino no qual Deus reina, e é formado por homens e mulheres livres da escravidão do pecado e de Satanás" 

(Comentário Bíblico Pentecostal. Vol 1. l.ed. Rio de Janeiro, CPAD, p.338).

SUBSÍDIO TEOLÓGICO IV

"A terceira tentação tem a ver com provar a verdade da promessa de Deus (Lc 4.9-12). Jesus se deixa levar voluntariamente com o maligno até o ponto mais alto do templo. A localização precisa no templo é incerta, mas do ponto mais alto do templo Satanás instiga Jesus a pular: 'Se tu és o Filho de Deus, lança- te daqui abaixo' (v. 9). A sugestão dele é esta: ‘Antes de tu te dispores em tua missão, é melhor que te certifiques da proteção de Deus. Então, por que não pulas e não te asseguras de que Deus tomará conta de Ti?' 0 maligno foi refutado duas vezes com as Escrituras, então ele cita o Salmo 91.11,12 para garantir que Deus o protegerá de qualquer dano. Este é um exemplo de torcer as Escrituras para servir a um propósito, pois o Salmo 91 não garante que Deus fará milagres sob as condições que estipularmos" 

(Comentário Bíblico Pentecostal. Vol 1. l.ed. Rio de Janeiro, CPAD, p.338).


Ads


Compartilhe!