27/03/2013

EBD 2013:Lição 13 - A morte de Eliseu

Lição de número 13 a ser ministrada dia 31/Março/2013 nas AD's

Então,chegamos a última lição deste trimestre, finalizando o mês de Março de 2013. Esta lição tratará do último milagre de Eliseu e o propósito ligado a ele, e,também, da natureza da profecia final do profeta,além de conscientizar-nos sobre a brevidade da vida e a eternidade de Deus.
Desde já agradecemos aqueles que ficaram conosco nestes três meses, buscando auxílios para a EBD. Não somos os melhores produtores de conteúdos e comentários da Lição, sabemos que há sites e blogs muito melhores que este,que exercem um trabalho excelente, mas, tentamos levar uma visão ,mais profunda e abrangente,sem esquecer-nos do objetivo principal de cada lição. A todos o meu agradecimento pela confiança. Espero tê-lo (a) junto a nós no próximo trimestre também, aproveito para indicar a nossa fanpage no facebook do Blog Verdade Profética, curta-nos! Mais uma vez me ponho à disposição para dúvidas, comentários e o que mais for disponível aos irmãos, Deus abençoe a todos e boa aula! - Editor


Nesta lição acompanharemos os últimos passos do profeta Eliseu em sua vida e ministério. Eliseu,certamente,foi um gigante espiritual, como homem, limitado e passível de todas as situações que também passamos, provou de um ministério frutífero, de uma jornada de milagres, chegou a velhice e finalmente a morte. Homens como Eliseu entram para a história como gigantes da fé,ao olhar de muitos como super-homens por si mesmos,mas, somente entram para história como gigantes de Deus,quando reconhecem que Deus é o Senhor da História,artífice de toda perfeição e criação.


Entre os capítulos 9 e 13 de 2 Reis,há um intervalo de aproximadamente 40 anos.Nessa época, Eliseu deveria estar com a idade de oitenta anos.O profeta de Abel - Meolá (1 Rs. 19.16), era bastante jovem quando recebeu seu chamado profético e, dedicou toda sua vida ao propósito divino. Então, o profeta,sucessor de Elias, chega à velhice e doente (2 Rs. 13.14). Há muitos que,chegando a este relato, se questionam sobre essa doença. Não são poucos os que imaginam que,o simples fato do indivíduo ser muito fiel ou um instrumento poderosos nas mãos de Deus, o torna imune a estas questões. Triste engano! Todos nós, crentes ou não, estamos sujeitos às Leis naturais (Mt. 25.45), estabelecidas pelo próprio Deus. Por outro lado, vejamos como é tratada a velhice do crente pela Bíblia:

  • Digna de honra e respeito (Levítico 19.32): Infelizmente, hoje em dia o respeito aos idosos já não é tida como importante. A bíblia ensina que devemos respeitá-los e honrá-los;
  • Longevidade como fruto de retidão (Provérbios 16.31): A bíblia relaciona a longevidade como fruto de uma vida justa. "Uma vida longa é a recompensa das pessoas honestas; os seus cabelos brancos são uma coroa de glória." (Pv. 16.31 - NTLH [a]);
  • Fidelidade divina atemporal (Isaías 46.4): Deus faz uma promessa dizendo que,na nossa velhice, Ele se manterá fiel e cuidará de nós e nos carregará em seus braços.
E,no momento que Eliseu chega a velhice, sente em sua própria carne os sinais da idade. No texto de 2 Reis 13,trata tanto da doença de Eliseu como de seu sofrimento,e diz, inclusive que o que  gerou sua morte foi a tal enfermidade (2Rs. 13.14) ,outras versões falam que a doença era "incurável".O interessante é que mesmo com a idade avançada, a enfermidade e as forças físicas debilitadas, Eliseu mantinha a mesma estrutura espiritual, o mesmo vigor espiritual, o cumprimento de uma promessa divina,como dissemos anteriormente, de que Deus conduz os seus fiéis, mantém-se o mesmo nos guiando (Is. 46.4; Sl. 92.14-15).

*  *  *  *  *  *
Notas: [a]NTLH: Nova Tradução na Linguagem de Hoje - Sociedade Bíblica do Brasil (SBB)
[Texto Original de: Gabriel Queiroz - Blog Verdade Profética.]

Ads


Compartilhe!