05/03/2013

EBD 2013 - Lição 10: Há um milagre em sua casa

Lição de número 10 a ser ministradas dia 10/Março /2013 nas AD's
 Então,chegamos ao último mês que estaremos abordando as lições com a temática de Elias e Eliseu, ministério de poder para toda Igreja.Nesta lição começaremos a tratar,até a lição de número 13, do ministério de Eliseu.Já vimos seu chamado, seu discipulado com Elias e, agora,veremos a atuação deste homem como profeta,sucessor de Elias.

I-A MOTIVAÇÃO DO MILAGRE

Nesta lição veremos a narrativa bíblica que trata da multiplicação do azeite na casa da viúva (2Rs. 4.1-7).Veremos o pouco tornar-se muito,a escassez converter-se em abundância e o vazio ficar cheio,para a glória de Deus.Observemos atentamente que todo e qualquer milagre se dá unicamente pela fé obediente e,obviamente,pela misericórdia e bondade divina.

1-A necessidade humana:

As bênçãos de Deus vêm em resposta a uma necessidade humana.A viúva de 2 Reis 4 é um ótimo exemplo do favor divino em resposta às situações adversas que muitas vezes nos encontramos.Sendo viúva,sentiu na pele o desamparo e impotência diante de dívidas que não tinha como pagar (v.1).E,não podendo pagar, corria o risco de perder seus filhos para os credores para servir-los como escravos.Vale lembrar que,naquela época, não havendo possibilidade de quitar suas dívidas,era possível o credor ser pago por meio de trabalho servil ou escravo.

Aquela mulher,percebendo que nada poderia fazer sozinha,percebendo que sua voz não seria ouvida,rogou ao profeta Eliseu,para que intercedesse de alguma forma a seu favor. Naquela atitude,de ir ao encontro de Eliseu,pedindo socorro,sua fé é expressada na sua confiança em Deus,sabia aquela mulher que Deus era seu socorro naquele momento.Veja como Deus responde à nossa necessidade humana:
  • Dá livramento quando estamos por perecer (Jeremias 20.13): Mesmo nos momentos que tudo indica que estaremos nas mãos dos homens,com suas sentenças,Deus se revela como aquele que nos livra de nossos inimigos sempre;
  • Fortaleza do necessitado (Isaías 25.4): Quando imaginamos que todos estão contra nós, que não temos de onde tirar forças para prosseguir e lutar,Deus é a força daquele que o desamparado e o faz prosperar nessa situação adversa;
  • É sensível ao clamor do necessitado (Salmo 69.33): No momento de solidão,de adversidade e tribulações, Deus quer participar conosco das tribulações que passamos e nos conceder vitórias sobre elas.
2-A misericórdia divina:

Há uma concepção equivocada em muitos da dinâmica de um milagre.Muitos são aqueles que imaginam que o milagre ocorre pois Deus tem compaixão daquele que está sendo afligido,desprezando a ação humana para que o milagre se materialize.Obviamente que para o milagre acontecer dependemos da ação graciosa de Deus,de suas misericórdias,para que possamos ver a modificação de um quadro,qualquer que seja,porém, há uma responsabilidade humana na atuação divina para que o milagre aconteça.Note o leitor que aquela mulher não ficou em casa esperando o milagre cair do céu,antes,foi de encontro ao recém ungido profeta de Israel rogando-lhe ajuda (v.1). O milagre que ela tanto necessitava não aconteceria por estar sofrendo, ou por ter sido uma esposa de um discípulo dos profetas, nada disso,seu milagre somente começou a se tornar real em sua vida no momento que roga a ajuda do profeta.No Salmo 116,vemos este princípio claramente,pois a resposta do salmista somente chegou porque ele clamou ao Senhor suplicando-lhe misericórdias (vv.1-5).

II-A DINÂMICA DO MILAGRE

Cada milagre narra do pelas Sagradas Escrituras tem a sua particularidade.Por exemplo: Em um determinado momento,Cristo cospe no chão e fez um lodo,com o qual untou os olhos de um cego,mandando que se lavasse em Siloé,e ele foi curado (Jo.9.6-7).Naamã, por exemplo,teve de lavar-se sete no Rio Jodão,contrariando sua compreensão da maneira que seu milagre aconteceria (2 Rs. 5.9-14).Então,cada milagre é particular e acontece de uma maneira única,porém, algumas coisas são indispensáveis para um milagre acontecer.

1-Um pouco de azeite:

Diante do clamor da viúva,Eliseu pergunta-lhe: '...declara-me que é o que tens em casa.' (v.2). Neste momento,vale uma observação: Todo milagre depende da entrega daquilo que dispomos. Não se trata,absolutamente,de sacrifício daquilo que temos para adquirir o milagre divino,não,mas, da nossa disposição em colocar à inteira disposição do Senhor aquilo que possuímos para que aquilo que temos se torne instrumento na realização do milagre que precisamos.Esse é o sentido da pergunta de Eliseu,pois aquilo que a viúva possuía, tornar-se-ia,embora ela nem mesmo soubesse, um instrumento para que sua resposta chegasse.Então,o milagre que tanto pedimos e precisamos do Senhor, somente será manifestado em nossas vidas no exato momento que apresentarmos a Deus aquilo que possuímos que será posto à disposição para o milagre acontecer.

Por outro lado,aquele azeite que a viúva possuía era tão pouco que ela quase esqueceu que possuía.Era uma quantidade minguada que,aparentemente,não lhe traria benefício nenhum.Incrivelmente,é este elemento tão escasso que a viúva possuía,que Eliseu,com uma visão profética do milagre, determina que a mulher use para que sua vida seja modificada (v.3).




[Texto Original de: Gabriel Queiroz - Blog Verdade Profética]


Ads


Compartilhe!