15/02/2013

EBD 2013 -Resumo da Lição 07: A Vinha de Nabote

Resumo geral da lição de número 07 de domingo dia 17/Fevereiro /2013: [4]

Acabe matou Nabote e apropriou-se de suas terras.Todavia,não pôde usufruir do fruto de seu pecado,porque o Senhor,através do profeta Elias,o denunciou e o disciplinou.A história narrada em 1 Reis 21,da Vinha de Nabote ilustra bem a postura de muitos governantes, reis e pessoas de posições importantes,que são injustos ,mas,como na situação tratada nesta lição,vemos que os resultados ,como castigo divino a estes,é iminente.

I- O OBJETO DA COBIÇA
Como a Lei determinava,a terra pertencia ao Senhor (Lv.25.23) .Assim sendo, o israelita não poderia vender aquilo que Deus lhe havia concedido como herança (Nm. 36.7). Tal ordenança tinha como objetivo proteger seu povo da cobiça e garantir-lhe o direito de cultivar a terra para sua subsistência.

Após ser coagido pelo rei Acabe a vender suas terras,Nabote,sabendo o mandamento divino e sendo obediente a este,invocou a si o poder da Lei para proteger-se (1Rs. 21.3).Diante da negativa de Nabote,Acabe ficou triste pois sabia que até mesmo o monarca de Israel precisava submeter-se à Lei(1Sm. 10.25).Percebendo a tristeza do rei,Jezabel ficou escandalizada pois entre os reis pagãos,de onde ela vinha,os reis não eram apenas soberanos,eram tiranos (1Rs. 21.5-7).Arquitetando um plano contra Nabote (1Rs. 21.8-14), Jezabel prometeu a Acabe que teria seu desejo realizado.

II-AS CAUSAS DA COBIÇA
Em 1 Reis,é apresentada uma propriedade,em Jezreel,que seria uma casa de verão de Acabe (18.45-46).A vinha de Nabote era vizinha desta casa (21.1).A casa de verão,não era o bastante para Acabe e desejou ter a vinha de Nabote [2] para construir ali uma horta.Note amado leitor,que já naquela época os que detinham o poder em suas mãos,já demonstravam um desejo pelas excentricidades.Era claro que o rei de Israel não tinha a mínima necessidade de uma horta,mas, movido pelo desejo de ter,pelo desejo de possuir, desejou,cobiçou e se apossou da vinha de seu servo Nabote,em detrimento daquilo que já possuía.[1]

III-O FRUTO DA COBIÇA
As atitudes de Acabe foram acontecendo como reações em cadeia.Em seus pecados,sempre a sua esposa estava presente e atuante.Jezabel era fiel colaboradora dos pecados de seu marido.Nesta situação cria-se um plano que atingiria Nabote,colocando-o como infiel e o condenando usando a própria Palavra de Deus.Acabe foi acusado de ter blasfemado contra o rei e contra Deus (1Rs. 21.10).A sentença de Nabote é dada e é de morte.

Jezabel planeja o assassinato de Nabote e tem como colaboradores a nobreza do reino (1Rs. 21.8),é proclamado um jejum,que traria a confirmação de toda aquela trama e Nabote não é poupado e é assassinado (1Rs. 21.13).Neste momento,observe que não são poucos aqueles que se utilizam da Bíblia Sagrada para justificar seus atos malignos,conclamam jejuns, orações e atos que irão justificar sua conduta condenável.


IV-AS CONSEQUÊNCIAS DA COBIÇA
No momento que Acabe põe as mãos na vinha de Nabote,Deus ordena a Elias que se apresente ao rei e lhe proclame o juízo divino (1Rs. 21.19-20).A sentença de Acabe já estava determinada!

Curiosamente Acabe tem uma postura diferente nesta situação,ele cai em si e se arrepende do ato que cometeu,rasgando suas vestes e se rendendo aos pés de Deus e,o Senhor o aceita,recebe e perdoa (1Rs. 21.27-29).Acabe se arrepende neste momento mas não se livra de suas consequências (1Rs. 22.29-40;2Rs. 1.1-17).

CONCLUSÃO
Acabe fracassou porque esqueceu-se da Palavra de Deus,preferindo ouvir e seguir a orientação de uma pagã que nada sabia sobre a Lei do Senhor.Cuidado com a vozes e opiniões que você tem dado ouvidos![3] [4]

Leia na íntegra a Lição 07 - A Vinha de Nabote
Veja também:      Respostas da Lição 07

Ads


Compartilhe!