11/01/2013

Subsídio 3 - aula 2 - A Cidade

Apresentando o cenário:a cidade

Gileade era um lugar escarpado,de uma vista surpreendente; uma bela cidade para se compartilhar,assustadoramente tranquila para o viajante solitário.O rio J0rdão separava Gileade do restante de Israel,tanto geográfica quanto culturalmente.Florestas cerradas e brenhosas cobriam a encosta das montanhas - terra exuberante onde pastavam grandes rebanhos de ovelhas e onde jorravam e desciam lentamente rios pelas montanhas. Penhascos elevados começavam no calcário e chegavam a pedras vulcânicas escuras.Os profetas louvavam suas paisagens pitorescas com cânticos; os doentes clamavam por sua famosa especiaria,o bálsamo de Gileade, conhecido por aliviar a dor.

Os habitantes dali eram como a terra que tinham: separados e orgulhosos.Olhavam com desdém para aqueles que lavravam a terra além do Jordão,escarneciam deles como pessoas arbitrárias,que adoravam aos baalins.Muitos deles viviam e trabalhavam ao ar livre;eram pastores sérios e rígidos.Suas tendas feitas com o pêlo escuro de bode do deserto ficavam agrupadas em aldeias provisórias ,permitindo-lhes viver no alto das montanhas durante o verão e se mudar para os vales na época de inverno.Vestidos de mantos feitos de pêlos de camelo sustentados por cintos de couro cru e espesso,a diferença entre eles e a sofisticação dos habitantes da cidade era brutal,e o requinte opulento daqueles privilegiados bastava para que fizessem parte da Corte Real Samaritana.

Até seu modo de falar era um diferencial.Eles falavam com um sotaque tão forte que ,em tempos de guerra,distinguiam os amigos dos inimigos pedindo-lhes que dissessem uma única palavra:" Chibolete" (Jz.12.5-6).O inimigo inexperiente,incapaz de de reproduzir o dialeto,era descoberto em questão de segundos.

Elias nasceu há 2.900 anos em Gileade,na pequena cidade de Tisbe. Não se tratava de um lugar promissor para um homem importante começar a vida. Tisbe era uma cidade tão desconhecida que os arqueólogos nem podem indicar-nos sua exata localização.

Extraído de: Lucas,Jeff.Elias - Um Ministério Marcado pelo Fogo pp.21-22. Editorial Habacuc.

Compartilhe!